Propostas e Tendências Casa de Criadores IV

Posted in Uncategorized on julho 4, 2009 by thatsallfashion

1Novas Formas

A Tudicofusi surpreendeu ao colocar drapeados em tudo: jaquetas, bermudas, transparências, jeans e até em modelos masculinos, tudo isso em meio a muito colorido, indo na contramão das outras marcas desta Casa de Criadores, mostrando personalidade e um resultado muito feliz.

Tendências e Propostas Casa de Criadores III

Posted in Uncategorized on julho 4, 2009 by thatsallfashion
Comprimento Curto Na Frente e Longo Atrás

 

 

Vestido branco com cauda estruturadaTomara que caia com cauda transparente

Vestido branco com cauda estruturada e
tomara que caia com cauda transparente.
 
Algo que tem sido muito visto em tapetes vermelhos internacionais, também apareceu por aqui – vestidos de comprimento curto com caudas ou saias sobrepostas cheias de transparências . Foi na coleção de Rodrigo Rosner, o que causou muita dificuldade para o desfile das modelos, que, em vários momentos, pisaram no vestido, tropeçaram, já mostrando que às vezes, beleza é incompatível com a utilização na “vida real”.

Tendências e Propostas Casa de Criadores II

Posted in Uncategorized on julho 1, 2009 by thatsallfashion

Referência Artsy

Uma das relações mais íntimas, porém mais difíceis de serem traduzidas para as massas de maneira inteligível e comerciável, a inspiração em arte – a expressão que mais dita tendências a frente de seu tempo – apareceu, de forma bem-sucedida, em alguns desfiles da Casa de Criadores: Danilo Costa e arte naif – veja comentários completos  em post de 12/06 ; Marcelu Ferraz e seu “new navy” inspirado na obra da artista plástica argentina Leonor Fini; No Hay Banda também se inspirou em arte para compor sua coleção, um trabalho de vídeo que se utiliza de elementos translúcidos da artista brasileira Betty Leiner e Tony Jr, que se inspirou no trabalho do fotógrafo Carl Kleiner, inusitado, sempre com um colorido discreto em algum lugar – http://www.carlkleiner.com/.

Tendências e Propostas da Casa de Criadores I

Posted in Uncategorized on junho 19, 2009 by thatsallfashion
Conforto

 O conforto foi bastante valorizado em muitas coleções, com peças que não marcam o corpo e prezam pelo bem-estar de quem usará – Karin Feller – com muitos shorts para suportar o calor.

Predominaram calças de corte confortável, fluidas ao corpo, como a clochard de Ianire Solaruze e alguns modelos de cavalo bem baixo e tecido molinho de João Pimenta. A Mahogani também entrou nesta onda com calças pantalonas e vestidos soltos.

A Twooin também teve uma coleção, que inspirada nos bons momentos da vida, aderiu ao conforto com tecidos levíssimos como malhas finas, sedas e tricoline. Calças, regatas, vestidos, todos fluidos e nunca rentes ao corpo, no melhor estilo roupa gostosinha para ficar em casa – homewear.

A oNONO, o desfile que causou o maior frisson antes mesmo de acontecer, também apostou no conforto: vestidos de malha – mesmo para homens – calças sarouel, batinas e camisetas, tudo muito solto ao corpo, mas com recortes e grafismos bem interessantes.

Fotos: Paulo Reis / Namidia

 

Tendências e Propostas da Casa de Criadores

Posted in Casa de Criadores with tags , , on junho 17, 2009 by thatsallfashion

A seguir virão vários posts que comentarão sobre o que mais apareceu nas propostas para o Verão de 2010 neste evento que tanto valoriza nossos novos estilistas.

Danilo Costa – Destaque do Projeto LAB na Casa de Criadores

Posted in Casa de Criadores on junho 12, 2009 by thatsallfashion

Apesar de não ter nenhuma novidade em moda propriamente dita – corte, modelagem, tecidos, entre outros – Danilo Costa se destaca entre os demais em um quesito ainda mais interessante: comportamento!  Sua proposta é de um homem extremamente fetichizado, com referências marcantes do universo feminino (por meio das cores, bolsas e decotes) e contemporâneo nos cortes e modelagens.

O casting, às vezes não tão valorizado em alguns desfiles, foi muito feliz. Ressaltou todos os aspectos essenciais da coleção de Danilo, afirmando-se de forma única entre os novatos do evento, projeto LAB. A escolha por garotos bem jovens, magros , com make rosado, caracterizou-os  com um  ar de inocência próprio da arte naif, proposta utilizada nas obras de Jeff Koons – http://www.jeffkoons.com/ –  inspiração da coleção super bem adaptada para o mundo do moda.

O resultado foi de meninos lindos, muito bonitos mesmo, com certa ingenuidade, mas com a sexualidade aflorando. O responsável pela produção do desfile merece aplausos – conseguiu passar esta impressão, essencial para que a coleção não remetesse a algo andrógino ou assexuado – pois soube combinar as peças, demonstrando que este garoto está com os hormônios à flor da pele.

O importante é que este homem é sensível e consegue manter sua masculinidade. São roupas que as meninas também vestiriam, fato confirmado pelo próprio estilista, seguindo uma tendência unissex sem forçar a barra.

Este ar adolescente é muito bem explorado por Danilo, que viveu este momento há pouco tempo , e encontrou referências bacanas na arte para desvendar este período da vida de um homem, muito lúdico, com muitas premissas a provar, mas surpreendentemente sexy. É o homem do verão!

As meninas estão se jogando no look boyfriend e os meninos mostram que podem ser sexy e usar cores normalmente incomuns em seus armários. Um pouco românticos demais?  Sim, mas permeando o imaginário das jovens fashionistas  que adoram um homem moderno, mas romântico e, ao mesmo tempo,  ousado, sempre preservando o sentimento pueril da arte naif.

Merecem destaque os óculos utilizados pelos modelos, que em harmonia com o universo lúdico de estampas juvenis e cores claras, não deixaram o carão de lado.  Este garoto vai à praia com modelos enormes de óculos  e maxibolsas para levar os produtos necessários para cuidar da saúde e beleza, além de livros e outras coisas afins que utilizamos na praia. Viva ao homem metrossexual!!

A percepção dos benefícios deste homem sensível já está arraigada no séc. XXI e Danilo propõe que  todos entrem com tudo neste estereótipo comportamental – na medida em que o processo só deve se intensificar.

Um detalhe que é super  tendência é o destaque aos ombros, quase todo mundo fez isso, mas de formas diferentes: criando volumes, destacando-os com estampas ou apenas marcando-os com recortes. Danilo explora-os em recortes bacanas e estilosos.

Os tênis escuros contrastaram um pouco com os looks sempre claros, mas denotaram a influência street wear cosmopolita. O abotoamento de alguns coletes, nas costas, pareceu um pouco vanguardista demais e pouco funcional, necessitando de auxílio para vestir.

De resto, o desfile está de parabéns por subverter valores de gênero de forma sutil e agradável ao olhos, essencial para a evolução da moda.

Fotos: Paulo Reis / Namidia